domingo, 3 de janeiro de 2010

O meu amor por mim ou o meu amor pelos outros??





Olá pessoas... Espero que todos tenham tido um ótimo inicio de ano... Não sei muito o que postar mas queria postar alguma coisa antes de voltar a trabalhar (o que vai acontecer segunda feira... viva o fim do extremo ócio)  então decidi vagar pela minha mente perturbada junto com os leitores desse blog... Vamos começar então...
Aqueles que acompanham esse blog desde inicio já sabem que eu sou estudante de psicologia, nesse inicio de ano eu começo o segundo período do curso e tudo é bem interessante para mim, me fascinei ainda mais com a mente humana depois que comecei o curso. Eu escolhi psicologia porque pessoas me interessam demais, o que elas pensam, como agem, todas essas coisas. Esse desejo de entender o como o ser humano pensa me faz quase um paranóico, pois acabo por estudar quase todos à minha volta (sem eles saberem, é claro). E de vez em quando eu reparo que apesar de todos nós sermos bem diferentes uns dos outros temos certas semelhanças bem marcantes e graças a isso eu consigo ver problemas parecidos senão iguais em várias pessoas. Quero que me respondam uma coisa:
O que vale mais? O amor que você sente por si mesmo ou amor que sente pelos outros, é mais importante mesmo amar mais os outros do que a si mesmo?
O motivo de eu perguntar isso para vocês é que percebi que algumas pessoas que eu conheço jogam constantemente seu orgulho fora por causa  daqueles que amam, esquecem de si para se focar apenas naquilo que amam. Se fosse apenas uma pessoa, mas não, são algumas. Isso tomou um pouco do meu tempo já que acabei parando para refletir sobre, até porque eu mesmo já me esqueci da minha importância no passado (mas isso é uma conversa para outro post). Em todo caso darei minha opinião sobre a pergunta que fiz acima, por muito tempo eu não fui prioridade para mim mesmo achei que se não estivesse do lado da pessoa que amo não teria valor nenhum, meu mundo realmente girava em torno de uma pessoa, minha felicidade parecia depender de outra pessoa. Perdi tempo demais pensando assim. Na vida agente vai amar muitas pessoas, mas acho que a mais importante, aquela pessoa por onde todos nós deveríamos começar acho que somos nós mesmos. Não falo isso para que vocês se tornem egoístas, ou para se achar melhor do que os outros porque isso é errado, mas vejo tantas pessoas desperdiçando seu tempo com relacionamentos que não rendem mais nada, com pessoas que só trazem decepção e lágrimas... Lutar pelo amor é lindo e eu aprovo, mas lutar pela dor quase nunca vale a pena... Quando o amor que sentimos nos faz mal precisamos perceber que não vale mais a pena... Desde pequeno eu escuto os outros falando ”esse negocio de amor é mesmo complicado” na verdade eu acho bem simples, o amor é simples partindo da sua essência nós é que complicamos demais esse sentimento, complicamos tanto a ponto de mudar o que sentimos e transformar esse amor em uma obsessão...
 “não consigo viver sem você”, ”você é minha vida”,” a razão do meu viver” essas frases ficam boas apenas em poemas e declarações de amor bem piegas, na verdade mesmo você não depende muito dos outros para ser feliz, as pessoas que nos rodeiam apenas são complementos para a nossa felicidade, afinal a sua felicidade é um peso muito grande para outro alguém carregar... É quando aprendemos a nos amar que amamos melhor os outros...

Não consegui por muito humor no meu texto dessa vez, é que levo um pouco a sério meus estudos sobre os outros... Queria agradecer novamente a todos que visitam meu blog, pois são vocês que me dão ânimo para publicar aqui meus pensamentos, fiquei muito feliz porque tem mais pessoas vindo aqui do que eu imaginava... Esse post ta valendo um batom para deixar o ano da galera ai mais doce... abraços pessoas...

6 comentários:

  1. da última vez qi li i nn postei um comentário ,tomei esporro ,entaõ agr eu posto pra ganhar o meu baton de shocolate moreno ! *-*
    bein ,vs disse qi nós devemos nos amar antes de amar os outros ! mar será qi com as decepções qi vivemos no decorrer da vida ,nós nn acabemos nos amamos em excesso ?' será qi realmente existe uma 'linha' qi separa o nosso amor próprio do egoísmo ?' pois ,uma coisa pusha a outra ,conforme esse amor aumenta vai fazendo com que nós ashemos qi nn precisamos de mais ninguém só de nós msm i acabamos nos tornandu insuportaveis . será qi issu nn é uma reaçaõ em cadeia ?' ou será qi da pra medir as coisas ?
    Fil ,o post ta mt mt mt phoda ! [/uuuuuuuuhl ele é meu primo *.*]

    ResponderExcluir
  2. Olá, cavaleiro das trevas! rs

    Como passou de Ano novo? Festou muito? Espero que tenha apavorado bastante! =O~

    Ent... adorei esse post. E o que eu digo é: O Amor que sentimos por nós mesmos, vale mais! Tipo, se você não se valoriza ou não gosta de si mesmo, torna-se impossível o dar amor, pois nada vale. E, se não pode dar amor, também não pode recebê-lo. Afinal, qndo vc ama a si mesmo é capaz de amar os outros, de doar, de fazer algo por eles, fazendo primeiro por si, e o que faz não espera agradecimentos ou compreensão; faz pelo genuíno prazer que sente em ajudar ou amar alguém. Creio que, amar a si mesmo significa aceitar-se como pessoa que tem valor!!!
    E, Amar a si mesmo é ser egoísta? Para alguns, é sim. Para aquelas pessoas que não sabem o real significado de "Amor-próprio", é sim. O egoísta não tem respeito nem com ele por isso não pode ter amor próprio, não pode agradar ninguém porque ele mesmo não se agrada, porque ele vive seu próprio mundo. As pessoas transformam o amor em egoísmo porque não têm o domínio de si mesmas, e não conseguem dar-se, mas apenas tomar e receber.
    Mas, para aqueles que sabem o siginificado de "Amor-próprio", e faz jus a isso, Amar a si mesmo não é EGOISMO, e sim um exercício de preparação para o compartir da existência, fazendo concessões necessárias e se adaptando ao convívio para que a opinião de dois tome o caminho da compreensão. Quem se ama não se compara com os demais, não se coloca abaixo ou acima de ninguém. Não aumenta suas qualidades, mas se valoriza, absolutamente consciente do que merece aplausos, vaias e reformas. Ao amar, evita derribar ou sobrelevar o conceito que tem do outro, e assim aprende a não humilhá-lo ou subestimá-lo e, do mesmo modo, não o endeusa nem o coloca em patamar muito além da realidade humana.

    Bem, vou parar por aqui, antes que eu acabe te deixando louco, de tanto ler :P hahah... é que quando leio sobre esses assuntos, fico muito inspirada, aí começo a falar e falar, no caso digitar sem parar. hahah Mas, fica aqui a minha opinião sobre este tema: Amar a si mesmo, vale mais!

    Abraços.
    Saudades!!

    ResponderExcluir
  3. Muita gente esquece de si para dar seu tudo ao próximo, digo, amar não é esquecer de ti mesmo só pra satisfazer o próximo, antes de tudo para amarmos alguém devemos amar a nós mesmos. Com o tempo a gente aprende que não adianta se anular para receber amor, é preciso se amar para então poder trasmitir um sentimento para alguém de forma recíproca. Beijo, feliz 2010 guri ;*

    ResponderExcluir
  4. Amor eu adoro todos os seus post não só pq vc é meu namorado, mais sim pq vc é muito inteligente.
    Esses assuntos de amor são bem complicados, mais são realmente interessantes, aprendi bastante com vc pq vc vive falando essas coisas pra mim, mais não adianta muito pq eu já me amo exageradamente =D e vc sabe!!

    Adorei!!
    bjuss te amo

    ResponderExcluir
  5. Bem vou me juntar a Marilia no 'eu me amo exageradamente'...rsrsrsrs, e amo tbm as pessoas q me cercam. Senti falta das risadas deste post;)

    ResponderExcluir
  6. concordo tudoo q a Mari falou
    amar nao é esquecer de ti pra satifaszer os outros ;

    beijos

    ResponderExcluir